PUBLICIDADE
14/06/2022, 17:40

Segundo estudo da Kantar, investimento em compra de mídia cresceu 29% em 2021

Em 2020, a insegurança de lidarmos com uma situação inédita impactou todos os indicadores econômicos, incluindo a publicidade. Em 2021, por sua vez, mesmo com as novas ondas do vírus e os alarmantes recordes de inflação e desemprego, a vacinação permitiu uma reação econômica mais favorável. Reflexo disso é que o investimento em compra de mídia movimentou R$ 69 bilhões – crescimento de 29% em comparação ao ano anterior. Em volume de investimento, mais de 90% da compra de mídia se concentrou em 15 setores. No topo do ranking, permanecem os segmentos de Serviços ao Consumidor (20%), Comércio (19%), e Financeiro e Securitário (10%).

Os dados são do Inside Advertising 2022. O estudo da Kantar IBOPE Media – divisão da Kantar especializada em pesquisa de mídia – visa oferecer análises, insights e reflexões para apoiar planejamentos e decisões estratégicas de marketing e mídia.

Maior ocupação dos espaços 

Mais do que crescimento somente nos valores investidos, entre 2020 e 2021 o número de inserções publicitárias também cresceu 37% no Brasil, sinalizando a volta da ocupação dos inventários. 

Fortemente impactado em 2020 pelo fechamento de suas salas, o cinema viu em 2021 uma recuperação de 117% no volume de inserções. Entre os exibidores Out of Home (OOH), como outdoors e painéis digitais, o crescimento entre os dois anos foi de 39%.

Maior número de anunciantes 

Nos últimos dois anos, os avanços tecnológicos e novas demandas do consumidor permitiram que pequenas e médias empresas começassem a anunciar seus produtos e serviços, o que aumentou o número de marcas presentes na mídia. O número de anunciantes nos cresceu 22% se comparado a 2020 e 47% comparado a 2019.

Neste intervalo de dois anos, com prolongamento do home office e ensino à distância, os negócios de Eletrônicos (+166%) e de Telecomunicações (+101%) foram os que mais cresceram percentualmente em número de anunciantes.

O consumidor e a publicidade 

As empresas investem em publicidade pela necessidade de se relacionar com seus públicos, mesmo em períodos mais desafiadores, e as mensagens das marcas parecem estar surtindo efeito na atenção do consumidor. Sete em cada dez consumidores disseram se atentar às propagandas em 2021 – crescimento de dez pontos percentuais se comparado ao ano de 2019.

Além disso, 47% dos consumidores afirmam usar a publicidade como fonte de informação para as compras, 34% seguem marcas nas redes sociais e ainda 33% afirmam que buscam na internet pelos produtos anunciados na TV.

Primeiros insights de 2022 

O ano de 2022 começou com tendências positivas na compra de mídia. A aplicação da dose de reforço da vacina, a flexibilização das máscaras e a volta dos eventos presenciais sustentaram o crescimento de 22% na comparação entre o primeiro semestre deste ano e o de 2021, atingindo o patamar de R$ 17,6 bilhões de investimentos.

Os setores de Serviços ao Consumidor (23%), Comércio (21%) e Financeiro e Securitário (7%) representam mais da metade de toda a compra de mídia no período.

Metodologia 

Os dados fornecidos pelo Inside Advertising 2022 da Kantar IBOPE Media foram coletados por meio das soluções de Advertising Intelligence. Os valores de investimento são calculados a partir de uma metodologia proprietária e acordada com o mercado local.

A cobertura do Inside Advertising 2022 contempla 3.689 salas de cinema, 41 jornais, 48 revistas, 105 emissoras de rádio, 139 emissoras de TV aberta e 47 canais por assinatura, 32 exibidores OOH e milhares de sites e canais na internet.

Comentários

1 Comentário

  1. Avatar Jus disse:

    Muito didático e bem detalhado. parabéns!

Deixe o seu comentário!

© 1996-2022 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top