FESTIVAIS
17/03/2021, 19:31

2º Festival Mulheres+ do Audiovisual terá exibição online e gratuita de mais de 50 filmes

O INFF – Inffinito Film Festival apresenta, de 18 de março a 18 de abril, o 2º Festival Mulheres+ do Audiovisual, mostra digital e gratuita que vai exibir 56 filmes, entre longas e curtas-metragens, ficções e documentários, além de lives, debates, masterclasses e oficina de capacitação. Parte das celebrações dos 25 anos do Inffinito Brazilian Film Festival, a mostra tem como objetivos reconhecer talentos femininos, jogar luz nas profissionais do setor, ampliar o debate sobre a importância de um espaço igualitário no mercado e também capacitar mulheres residentes no Rio de Janeiro para o mercado audiovisual. Fazem parte da programação documentários inéditos como "Espero que Esta Te Encontre e que Estejas Bem", de Natara Nery, e "Muribeca", de Alcione Ferreira; entre outros títulos premiados e relevantes produzidos entre 2016 e 2021. 

Todas as produções poderão ser assistidas pela internet, no Brasil e nos EUA, na plataforma Inff Online – para assistir a qualquer filme, é necessário se cadastrar e fazer login na plataforma. Os longas serão exibidos a partir de 26 de março, em horários marcados, e ficam disponíveis por quatro horas a partir da estreia. Já os curtas poderão ser assistidos a qualquer momento até o final da mostra, no dia 18 de abril. 

A curadoria foi feita pelas diretoras do evento e fundadoras da plataforma Inff Online, Adriana L. Dutra, Claudia Dutra e Viviane Spinelli, e inclui produções de realizadoras brasileiras como Lucia Murat, Sandra Kogut, Daniela Thomas, Sandra Werneck, Susanna Lira, Angela Zoé, Gabriela Amaral Almeida, Natara Ney, Betse de Paula, Graciela Guarani e Julia Rezende, entre muitas outras. 

O INFF – Inffinito Film Festival, que começou no ano passado com a Mostra Domingos Oliveira, faz parte do Circuito Inffinito de Festivais, que há mais de 25 anos é pioneiro na realização de mostras internacionais de cinema brasileiro, em cidades como Miami, Nova York, Buenos Aires, Montevidéu, Londres, Barcelona e Canudos, no sertão da Bahia. Na edição de 2020, com o nome de Mostra Mulheres do Audiovisual, o festival teve mais de 30 mil espectadores. A programação inclui lives com produtoras, diretoras, roteiristas e atrizes. O festival foi financiado pela Lei Aldir Blanc (SECEC – Governo do Estado do Rio de Janeiro) e tem como patrocinadores Garcia Family Foundation, Titanio Films e Embaixadoras Inffinito – Laura Fernandes, Liliana Kawase e Renata Garcia.

Programação de filmes 

O Festival exibe filmes diversos, entre longas de ficção, documentários e curtas. Os títulos são exibidos em mostras. 

A Sala 1 apresenta a mostra de longas-metragens de ficção, que inclui obras como "Mulher Oceano", de Djin Sganzerla; "Irmã", de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes; "Banquete", de Daniela Thomas; "Três Verões", de Sandra Kogut; e "Mãe", de Adriana Vasconcelos.

A Sala 2 é o espaço da mostra de longas-metragens em documentário. Fazem parte da seleção os filmes "Limiar", de Coraci Ruiz; "Sobradinho", de Marília Hughes e Cláudio Marques; "Cadê Edson?", de Dácia Ibiapina; "Luciene", de Juliana Curvo; e "Proibido Nascer no Paraíso", de Joana Nin, entre outros. 

Já a Sala 3 reúne a mostra de curtas em ficção, documentário e animação. As exibições dessa sala ficam disponíveis a qualquer horário e, entre os títulos, estão "Distopia", de Lilih Curi; "Amanhã", de Aline Flores e Alexandre Cristófaro; "Pião", de Karina Mello; "Poder", de Sabrina Rosa; e "Doce Veneno", de Walesca Santiago.  

Lives

A Sala 4 é destinada a lives com mulheres diretoras dos filmes exibidos no Festival. Sempre às 19h, no Instagram. Entre as presenças confirmadas, estão Joana Mariani, diretora de "Todas as Canções de Amor", dia 29 de março; Lucia Murat e Julia Katharine, diretora de "Praça Paris" e diretora de "Tea for Two", dia 30 de março; Betse de Paula, diretora de "A Luz de Mario Carneiro", dia 31 de março; Joyce Prado, diretora de "Chico Rei entre Nós", dia 6 de abril; e Ítala Nandi e Vita Pereira, atriz de "Domingo" e diretora de "Perifericu" e "Picumã", dia 7 de abril.

Debates 

Os debates acontecem na sala 5, sempre às quintas-feiras, às 21h30. A agenda é: dia 18 de março, "As Mulheres na produção audiovisual", com Flávia Guerra e Lorena Montenegro; dia 25 de março, "Mulheres à frente das estratégias de financiamento e captação no setor audiovisual", com Mariza Leão, Janaina Avila, Sabrina Rosa e Graci Guarani; dia 8 de abril, "Mulheres na direção e no roteiro", com Cibele Amaral, Carla Camurati, Julia Rezende, Susanna Lira e Sabrina Fidalgo; dia 15 de abril, "Legislação, desenvolvimento de projetos e mercado de trabalho para mulheres no audiovisual", com Vera Zaverucha e Debora Ivanov. Todos os debates são mediados pela diretora do Festival, Adriana L. Dutra. 

Masterclasses 

Na Sala 6, serão realizadas três masterclasses – elas serão ao vivo e todas as mulheres interessadas devem se inscrever para garantir o acesso às aulas nos dias programados. 

No dia 20 de março, das 15h às 17h, Julia Rezende ministra a masterclass de direção e roteiro; no dia 27, no mesmo horário, Paula Barreto comanda uma aula sobre produção; por fim, no dia 3 de abril, também no mesmo horário, Flavia Guimarães estará à frente da masterclass sobre roteiro. 

Oficinas de desenvolvimento de projetos 

O Festival Mulheres+ do Audiovisual abre inscrições para mulheres que tenham um argumento ou roteiro de um curta-metragem. Basta enviar o argumento ou roteiro em PDF, junto com um comprovante de residência. As inscrições vão de 18 de março a 10 de abril, na plataforma Inff Online. A oficina é direcionada para mulheres a partir de 18 anos residentes no Estado do Rio de Janeiro. 

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2021 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top