FESTIVAL DE GRAMADO
22/08/2019, 01:33

Pesquisa do Telecine aponta que 94% dos brasileiros "gosta" ou "gosta muito" de ver filme, contra 83% de séries

POR MARIANA TOLEDO

Daniela Evelyn, responsável pela área de conhecimento do consumidor e impacto positivo do Telecine – esta última, destinada a levar pessoas com pouco ou nenhum acesso para sessões de cinema – apresentou uma pesquisa coordenada pela marca durante painel no segundo dia do Gramado Film Market, nesta quarta-feira, 21 de agosto, durante a agenda do Festival de Cinema de Gramado.

Para ela, "assistir a um filme é criar um intervalo de espaço-tempo e se conectar com uma nova frequência.". A executiva contou que, nos últimos anos, a marca identificou que o streaming mudou a vida das pessoas, dando a elas o poder de liberdade e autonomia de tempo e escolha. Diante do cenário, eles se questionaram como ficaria o papel do filme nessa história, uma vez que o streaming era mais facilmente associado a séries. "Estariam elas tomando o lugar dos filmes?", levantou. A resposta, "não", foi facilmente obtida. Segundo pesquisas realizadas pela marca no período de 2008-2017, o cinema virou experiência, indo além dos limites do espaço físico, e continuou muito presente na vida das pessoas.

O estudo entrevistou cerca de duas mil pessoas, das mais variadas faixas etárias e também de diferentes gêneros e classes sociais, e concluiu, primeiramente, que o filme ainda tem seu espaço. Entre os resultados, identificou-se que 72% das pessoas concorda que para ver e rever um filme não é necessário nenhum tipo de ritual e a mesma porcentagem diz gostar de filme porque ele tem começo, meio e fim. Além disso, 73% afirma que o cinema está muito caro e que, por isso, prefere assistir aos filmes em casa.

O gosto pelos filmes é quase unanimidade: 94% dos entrevistados gosta ou gosta muito, enquanto 83% diz o mesmo em relação às séries. A parcela que mais gosta de filme é o jovem – de 16 a 24 anos. Dentro da faixa, 67% gosta de filmes e 63% de séries. "A juventude associa a imagem do Telecine à família e considera que o momento de assistir filme é importante para a aproximação entre os familiares.", explica Daniela.

Em uma média geral, o tempo gasto pelos entrevistados para ver filmes ou séries é praticamente o mesmo – 3,5 dias por semana, em média, para filmes, contra 3,8 para séries. Já em relação à plataforma, 52% prefere ver filmes na SmarTV, 33% na TV, 40% no notebook e 23% no smartphone. Enquanto isso, 49% prefere ver séries na SmarTV, 24% na TV, 40% no notebook e 19% no smartphone.

No comparativo entre filmes e séries, o público analisado acredita que filmes geram mais apego pela história, enquanto séries, pelos personagens. Para eles, as séries pecam pelo "registro do excesso", por conta do número elevado de episódios e temporadas, e acabam por deixam o espectador "ligado e ansioso". Ao mesmo tempo, ela cria conexões e permite que cada um assista no seu tempo.

Por fim, o estudo identificou que 93% das pessoas considera importante se divertir no dia a dia e 48% delas se diverte tanto quanto gostaria. Em relação ao que elas fazem para se divertir, 48% usam a internet, 45% assistem alguma coisa e 43% ficam com a família. Já no que diz respeito ao consumo de audiovisual, 72% o consomem, 54% se diverte fazendo isso e 45% gosta muito de fazê-lo.

Comentários

1 Comentário

  1. Avatar Vina Apsara disse:

    Queria saber qual percentual de filmes assistidos é efetivamente pago pelo publico. Certeza que a maioria é pirata.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top