CINEMA
24/01/2022, 18:02

Filmes "Marte Um" e "Fogaréu", que receberam apoios do Projeto Paradiso, estreiam em festivais internacionais

Dois filmes nacionais que receberam apoios do programa Brasil no Mundo – programa de estímulo à participação nacional em grandes festivais de cinema e mercados internacionais – do Projeto Paradiso estreiam este mês no exterior. O longa-metragem "Marte Um" (foto), dirigido por Gabriel Martins, estreou dia 20 no Festival de Sundance (que ocorre até o dia 30 de janeiro) na mostra competitiva World Cinema Competition. Já o longa-metragem "Fogaréu", da diretora e roteirista Flávia Neves, estreia na Mostra Panorama do Festival de Berlim, que acontece entre os dias 10 e 20 de fevereiro. 

Produzido por Thiago Macêdo Correia, da produtora mineira Filmes de Plástico, "Marte Um" conta a história de quatro familiares negros, moradores da periferia de Contagem, em Minas Gerais, que tentam levar a vida com otimismo apesar das dificuldades econômicas. Mesmo com os dilemas cotidianos, cada membro dessa família tem um sonho, sendo que o filho caçula da família sonha em se tornar um astrofísico para colonizar Marte.

Em 2021, "Marte Um" recebeu o Prêmio WIP Paradiso no mercado argentino Ventana Sur, onde também foi selecionado para a mostra Copia Final e exibido para players do mercado. "Estamos muito felizes com a estreia do 'Marte Um' em Sundance, que é uma janela importantíssima de projeção. Para nós é um privilégio ter conquistado esse reconhecimento, especialmente em um momento em que o mercado audiovisual ainda sofre as repercussões da pandemia. E justamente nesse contexto de crise o apoio do Projeto Paradiso foi fundamental para a finalização do filme, pois, com o Prêmio WIP Paradiso conseguimos licenciar músicas que foram importantes para a construção narrativa do longa", diz Macêdo Correia.

Já "Fogaréu", produzido pela Bananeira Filmes e MyMama Entertainment e dirigido por Flávia Neves, se passa na cidade de Goiás e segue o encontro entre uma jovem e suas raízes, resultando em um horror familiar que traça a história do colonialismo e da escravidão. O filme recebeu um prêmio do Projeto Paradiso em 2020 após ser selecionado para a seção Primer Corte no mercado argentino Ventana Sur. Com o projeto "Tempo do Poder", seu segundo longa-metragem, Neves também foi contemplada com uma Bolsa Paradiso para cursar a residência oferecida pela Cité Internacionale des Arts, em Paris.

"A Berlinale é um festival importante, prestigiado e ter um longa de estreia selecionado lá é realmente um feito louvável. Estamos animadas de mostrar que o Cinema Brasileiro está vivo apesar de tantas dificuldades dos últimos anos: vivo e reconhecido em um dos três maiores festivais do mundo", comemora Vania Catani, produtora de "Fogaréu". 

Outros apoios estratégicos do Brasil no Mundo 

Além desses longas, o programa Brasil no Mundo apoia os projetos de longa-metragem "Amores Surdos 1500", de Grace Passô, e "Mãe do Ouro", de Madiano Marcheti. Ambos foram selecionados para o CineMart 2022, mercado audiovisual que seleciona obras de diretores e produtores independentes, ligado ao Festival de Roterdã. Os projetos selecionados contarão com mentorias personalizadas com profissionais renomados.

"Estamos muito empolgados com essas estreias nos festivais. É um privilégio saber que os incentivos oferecidos pelo Projeto Paradiso contribuem para que o audiovisual brasileiro consolide seu espaço no cenário internacional. Entendemos que esses incentivos são essenciais para fomentar o desenvolvimento e criação de conteúdos nacionais, ajudar a manter nossa indústria cultural ativa e possibilitar a inserção dos produtores brasileiros em uma rede internacional de oportunidades e contatos", fala Josephine Bourgois, diretora executiva do Projeto Paradiso.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2022 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top