700 MHz
02/09/2014, 13:02

João Rezende, da Anatel, acredita que novos players participarão do leilão

POR HELTON POSSETI

O presidente da Anatel, João Rezende, acredita que novos players participarão do leilão de venda da faixa de 700 MHz. "Há outro interessado no leilão que não está no Brasil", disse Rezende sem revelar, contudo, quem seria esse outro interessado.

Rezende, juntamente com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, participou de um road show junto a bancos em Londres e Nova York para apresentar o leilão a potenciais investidores estrangeiros. Na época, os preços mínimos e os valores de ressarcimento da radiodifusão ainda não eram conhecidos.

A favor dos novos entrantes, a faixa de 700 MHz traz a vantagem de não exigir compromissos de cobertura, como nos leilões anteriores. Por outro lado, os vencedores deverão pagar R$ 3,6 bilhões de ressarcimento à radiodifusão e poderão usar a faixa somente após 2016. No Estado de São Paulo e no do Rio de Janeiro, contudo, as teles só podem entrar após o desligamento do estado todo, ou seja, 2018.

A entrega das propostas para o leilão acontecerá no dia 23 de setembro – quando serão conhecidas todas as empresas que participarão do certame. O leilão está marcado para o dia 30.

No mercado, circulam rumores sobre o interesse da Vodafone de entrar no Brasil através do leilão. Não é a primeira vez que o nome da operadora inglesa é citado entre interessados em aportar no País: o mesmo ocorrera em leilões passados, sem nunca se concretizar. Desta vez, contudo, pode ser diferente.

TCU

Nesta quarta-feira, 3, o edital de venda da faixa deverá ser votado pelo Plenário do Tribunal de Contas da União (TCU). A Anatel está confiante de que o edital será aprovado, tendo em vista que o conselheiro relator, Benjamim Zimler, já deu o aval para a agência seguir com a licitação.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2020 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top