FSA
12/07/2019, 14:07

Ancine inicia divulgação dos resultados da Chamada Fluxo Contínuo para TV

A Ancine começou a publicar dos resultados da Chamada Pública BRDE/FSA – Fluxo Contínuo Produção para TV 2018 na Modalidade A, destinada a projetos de produção que tenham como proponente produtora brasileira independente.

O total de recursos da Modalidade A é R$95 milhões. Somados aos R$106 milhões destinados à Modalidade B e aos R$ 50 milhões destinados à Modalidade C, serão investidos R$ 251 milhões do Fundo Setorial do Audiovisual em obras destinadas ao mercado de televisão, por meio de produtoras brasileiras independentes e programadoras brasileiras de TV aberta ou fechada.

Conheça os 80 projetos selecionados.

Segundo a Ancine, novos resultados da Modalidade A serão divulgados à medida que os projetos em análise de reenquadramento, projetos aguardando julgamento de recursos e projetos em análise de habilitação sejam liberados. Os projetos seguirão para contratação após serem publicados no Diário Oficial da União – DOU.

Das 62 produtoras contempladas, 37 são do eixo Rio de Janeiro / São Paulo, 21 do CONNE (Conexão Audiovisual Centro-Oeste, Norte e Nordeste) e 4 do FAMES (Fórum Audiovisual Minas Gerais, Espírito Santo e Sul/ Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

Projetos

De acordo com dados divulgados pela Ancine, os projetos contemplados na Linha A são, em sua maioria, realizados para canais de TV por assinatura, sendo que 10,3% serão realizados para empresas radiodifusoras. Apenas sete empresas radiodifusoras estão contempladas, sendo que a que tem a maior fatia é a TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte, contratando projetos de produtoras que receberão R$ 2,8 milhões do FSA. A Linha A é destinada a projetos de produção de obras destinadas ao mercado de TV por meio de produtoras brasileiras independentes e distribuidoras brasileiras independentes.

Na TV por assinatura, as produções independentes realizadas para o canal CinebrasilTV são as que receberão mais recursos: dos R$ 67,12 milhões destinados aos projetos em TV paga, R$ 20,1 milhões vão para projetos com o canal. Na sequência vêm as programadoras Box Brazil, com R$ 9,5 milhões; Curta!, com R$ 7,24 milhões; Canal Brasil, com R$ 6,5 milhões; Newco (Bandeirantes), com R$ 5,7 milhões; e Gamecorp, com R$ 5,39 milhões. Projetos para outras sete programadoras também foram contemplados com valores menores.

Apenas um projeto de animação e um de variedades foram contemplados na linha; 65 são documentários e os outros 13 são ficção.

Os cinco projetos contemplados com maior valor são:
* "Belchior – Alucinação", da Urca Filmes para o Canal Brazil, contemplado com R$ 4 milhões;
* "Chuteira Preta – 2ª Temporada", da Accorde Filmes para a Box Brazil, com R$ 3 milhões;
* "Terra Brasil – 2ª Temporada", da Medialand para Discovery Networks, com R$ 2,6 milhões;
* "Isabella", da Grifa para o Canal Brazil, com R$ 2,5 milhões;
* "Tudo Em Família", da Olhar Imaginário, para o CinebrasilTV, com R$2,49 milhões.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top