DESEMPENHO
24/04/2017, 17:44

Receita das prestadoras de telecomunicações cai em 2016 e investimentos ficam menores

As prestadoras de serviços de telecomunicações investiram R$ 28 bilhões em 2016, valor 6,6% a menos do que o volume aplicado em 2015, de R$ 30 bilhões, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), divulgado nesta segunda-feira, 24.

O faturamento das operadoras também caiu. Em 2016, a receita bruta do setor foi de R$ 226 bilhões, retração de 5,3% na comparação com os R$ 238,8 bilhões alcançados em 2015.

Ainda de acordo com o levantamento, desde a privatização do Sistema Telebras, em 1998, o setor privado de telecomunicações investiu mais de R$ 416 bilhões, a preços correntes e incluindo o pagamento de outorgas, o que em valores atualizados representa mais de R$ 840 bilhões.

Para a entidade, os investimentos somente retornarão aos níveis mais altos após a definição de um novo marco legal, que traga segurança jurídica e redução das cargas tributária e regulatória. O setor apoia o PLC 79/2016, que permite a migração das concessões de telefonia fixa para o regime de autorização e reduz custos para a telefonia móvel. E ainda autoriza a troca dos bens reversíveis por investimentos em banda larga. A proposta está parada no Senado, em função de questionamentos ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top