PRODUÇÃO AUDIOVISUAL
20/04/2021, 18:03

Produzido pela Saigon, curta "Glória" retrata os dramas de uma família cubana

Há 60 anos, Cuba derrotou os Estados Unidos em investida contra Fidel Castro durante a invasão da Baía dos Porcos, conhecida como La Batalla de Girón. Foi uma tentativa frustrada de invasão à costa sudoeste da ilha por um grupo paramilitar de exilados cubanos treinado pela CIA, com o apoio das Forças Armadas norte-americanas. Na vida real ou na ficção, cubanos seguidores do regime de Fidel comemoram até hoje a vitória sobre os EUA. É o caso de Alfonso, personagem principal do curta-metragem "Glória, que narra a história de uma Cuba após o fim do embargo americano.

O enredo envolve três gerações de uma família disfuncional: Alfonso, Glória e Paco, respectivamente avô, mãe e neto. Traz os dramas e os fantasmas enfrentados por cada um, agora ainda mais fortes devido à abertura econômica, que mexeu com o cotidiano deles, e com a ideologia, como a de Alfonso, militar comunista ferrenho. Ele sofre com o provável retorno de um algoz de seu passado – o marido de sua filha, Glória –, exilado devido ao regime de Fidel e agora anistiado. Glória, por sua vez, se vê cada vez mais oprimida e apagada pelos homens que a rodeiam, tendo que conviver com a teimosia agressiva de seu pai, a infelicidade de seu filho, Paco, a ganância de seu atual marido e o sumiço do único homem que amou na vida e que a abandonou grávida. Já Paco luta intensamente por mais autonomia e liberdade em meio a uma família representada por um avô autoritário.

A produção é da Saigon, com criação de Mauricio Bouzon e Vellas. A direção de cena é de Vellas e o roteiro é assinado por Mauricio Bouzon.

"Trata-se de uma história de ação composta de ritmo intenso e estética forte, mas também um coming of age com flertes dramáticos, trazendo todos os elementos que um bom western contemporâneo pede em sua receita", define Vellas.

O filme foi rodado na ilha caribenha por meio de parcerias e equipes locais. Carol Pessini, produtora executiva da Saigon, relembra aventuras das filmagens em outro país: "Chegamos a passar momentos de tensão em uma cadeia cubana. A polícia local achou que as balsas cênicas usadas para a filmagem na praia eram verdadeiras – usadas para fugir do país – e prendeu parte da equipe. Após uma noite tensa, o mal-entendido foi resolvido, nós fomos liberados e a cena de fuga na praia foi feita com êxito".

Atualmente, "Glória" percorre um intenso circuito de festivais ao redor do mundo, como Montreux Independent Film Festival, Miami Independent Film Festival, Prague Film Awards, San Francisco AHITH, New Jersey Film Festival, Barciff Barcelona, València Indie Film Festival, ARFF Paris e Asti International FIlm Festival. O filme está disponível no YouTube, no canal da Saigon Filmes. 

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2021 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top