CARREIRAS
27/06/2022, 22:58

Jovens negros fazem imersão nos Estúdios Globo como premiação da Mostra Itinerante de Cinemas Negros

Cinco jovens negras e negros fazem uma imersão nos Estúdios Globo a partir da próxima segunda-feira, dia 4 de julho. A viagem é uma das premiações do Impulso Cultural WAWA ABA, ação que integrou a última edição da Mostra Itinerante de Cinemas Negros (MIMB). Durante uma semana, os jovens acompanharam a rotina da emissora que ofertará oficinas e diálogos com diretores, técnicos e produtores. O grupo é composto por Marta Silva (BA), realizadora de "Afagos"; Thomas Loran (RJ), de "Ainda"; Thais Neves (SP), de "Nós"; Edson Junior (BA), de "Diário de Quarentena" e Renan Eduardo (MG), realizador de "Trovoada". Eles serão acompanhados pela diretora executiva da MIMB, Daiane Rosário, e a coordenadora do Impulso Cultural WAWA ABA, Kinda Rodrigues.

Para Thomas Loran, a experiência é um estímulo para continuar na carreira. "A oportunidade que tive de aprender, trocar, produzir e ter uma criação minha sendo reconhecida e premiada me inspirou muito a continuar acreditando no meu sonho de um dia viver das imagens. E agora, essa experiência na Globo veio para fechar lindamente esse ciclo da minha jornada que acredito estar apenas começando", conta.

Marta Silva, que também fará a viagem, destaca a curiosidade em saber como a televisão funciona. "A possibilidade de participar desta imersão me fez me recordar de uma outra Marta, a garota que não perdia a 'sessão da tarde' e que sempre se perguntou como as obras cinematográficas aconteciam e como estavam ali sendo transmitidas pela TV. Vou pra Globo com a curiosidade dessa garota e com a vontade de beber de todas as fontes, tenho certeza de que voltarei de lá regozijada", afirma.

A parceria potencializa os objetivos da MIMB, como define a diretora executiva Daiane Rosário. "A imersão nos estúdios Globo, premiação do Impulso Cultural WAWA ABA, realizado na edição especial MIMB Olhares Periféricos, possibilitará que os jovens tenham contato com a cadeia produtiva da maior emissora brasileira, proporcionando uma conexão com profissionais do mercado e com as ferramentas contemporâneas de produção. A MIMB vem construindo caminhos de consolidação há mais de cinco anos e tornar os sonhos dos jovens possíveis é a realização das nossas utopias. É lindo demais saber que uma rede de mulheres negras está colaborando para um cinema diverso e educativo. Nosso intuito é instrumentalizar a juventude periférica para que estas e estes conquistem o mundo através do cinema e do audiovisual", conclui a cineasta.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2022 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top