POLÍTICA AUDIOVISUAL
22/10/2019, 17:57

Capital paulista terá Programa de Incentivos às Filmagens na Cidade de São Paulo

Na última sexta-feira, 18 de outubro, a Sessão de Gala da 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo exibiu o filme "A Vida Invisível", escolhido para representar o Brasil na disputa por uma vaga no Oscar de 2020. Na ocasião, o prefeito Bruno Covas (PSDB) aproveitou para anunciar o Programa de Incentivos às Filmagens da Cidade de São Paulo – primeira política de incentivo a atração de filmagens internacionais feita no Brasil.

As leis de incentivo a filmagens internacionais são uma realidade global e funcionam como uma poderosa ferramenta de atração de turismo, investimentos e geração de empregos no setor audiovisual ao redor do mundo. Atualmente, 99 localidades, entre cidades, estados e países, utilizam algum mecanismo de incentivo às filmagens. O programa anunciado por Covas financiará produções estrangeiras de longas, séries, TV, documentários, animações, peças publicitárias entre outras. O Decreto, que estabelecerá as especificações do programa, será divulgado no início de dezembro, com lançamento internacional previsto para o Festival Internacional de Cinema de Buenos Aires – Ventana Sur, no mesmo mês.

Nesta terça-feira, 22 de outubro, a presidente da Spcine Laís Bodanzky esteve presente no encontro do I Fórum Nacional Lideranças Femininas do Audiovisual, no Centro de Pesquisa e Formação do SESC, em São Paulo, e falou sobre a novidade: "Trata-se de uma forma de incentivo usada no mundo inteiro que consiste no reembolso de parte do valor gasto em produção na cidade de São Paulo, mediante comprovação do mesmo e sujeito a critérios de avaliação – presença de raça e gênero ganha pontos, por exemplo. Estamos falando de cerca de 20% de reembolso". Bodanzky ainda deu mais detalhes sobre a política: É um fundo que tem um limite anual e passa a valer no ano que vem. A intenção é que ele siga crescendo. Consideramos produções em qualquer etapa de desenvolvimento, mas valorizamos quem de fato filma na cidade, porque a ideia é ventilar São Paulo por meio do audiovisual e geração de emprego e renda. O Prefeito anunciou a aprovação do projeto e, agora, ele será oficialmente escrito".

Dados de mercado

Na ocasião, a presidente da Spcine anunciou ainda o Observatório, área criada para recolher e divulgar pesquisas e dados relacionados ao setor. "É uma aba que está disponível no nosso site para quem quiser ter acesso rápido a essas informações. Elas estão lá, com download liberado. O material está dividido por ano", explica. "A ideia surgiu a partir do momento em que percebemos que nosso diálogo hoje tem que se dar através de pesquisas e de números. É claro que existe um valor simbólico da nossa produção, mas ele anda grudado no valor econômico", concluiu.

A seção no site da Spcine esclarece: "Compreender a real dimensão do setor audiovisual na cidade de São Paulo é uma das responsabilidades da Spcine. Acreditamos na transparência dos dados como guia do desenvolvimento e fortalecimento do nosso setor. Aqui você vai encontrar informações reunidas a partir de nossas várias ações – São Paulo Film Commission, Difusão, Formação e Fomento. Também vai encontrar pesquisas, publicações e artigos oriundos de outras fontes do Brasil e do mundo".

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 1996-2020 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top