Financiamento público
24/02/2015, 20:11

BNDES aprova financiamento de R$ 42 milhões para produtoras de audiovisual

POR LÚCIA BERBERT

O BNDES aprovou apoio financeiro de R$ 42 milhões para produtoras de audiovisual. Desse total, R$ 38 milhões, para apoiar o plano de negócios das produtoras brasileiras de conteúdo audiovisual Conspiração Filmes e Cinevídeo. Os recursos são provenientes do Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura (BNDES Procult), reembolsáveis, e do artigo 1ºA da Lei do Audiovisual, não reembolsáveis.

Outros R$ 4 milhões serão destinados à produtora audiovisual Dama Filmes para desenvolvimento da carteira de negócios da empresa no período 2014-2018 e ao fortalecimento de sua estrutura de criação, comercialização e produção. Desses recursos, R$ 2 milhões são provenientes do BNDES Procult, reembolsáveis, e o restante do artigo 1-A da Lei do Audiovisual, não reembolsáveis.

Plano de negócios

Uma das operações, com a Conspiração Filmes S/A, será no valor de R$ 26 milhões e apoiará o plano de negócios 2014-2016 do grupo. A empresa pretende desenvolver cinco projetos para TV, a maioria direcionada ao público infanto-juvenil, como a série de animação "Planeta Palavra", além de quatro produções para o cinema, entre eles "Vai que Cola", baseado na série homônima do Multishow, e "Os Penetras 2", continuação de "Os Penetras", terceira maior bilheteria nacional de 2012.

Os R$ 20 milhões do BNDES Procult e R$ 6 milhões da Lei do Audiovisual serão utilizados também na realização de melhorias na sede do Rio de Janeiro e investimentos em processos e sistemas. No total, devem ser gerados 315 empregos diretos e 1,5 mil indiretos.

O outro financiamento aprovado pelo banco, no valor de R$ 12 milhões, destina-se ao Plano de Negócios 2014-2017 do grupo Cinevideo. Os recursos — metade deles provenientes do BNDES Procult e metade da Lei do Audiovisual — irão fortalecer e expandir a produção voltada para TV.

Os principais objetivos do projeto são implantar um núcleo de ficção em São Paulo, voltado para o desenvolvimento de novos projetos; produzir três séries ficcionais para TV, em coprodução com o Grupo Turner, a Globosat e a Universal; e viabilizar um documentário totalmente produzido pela Cinevideo. Um dos projetos é "O Preço", vencedor de uma seleção de projetos realizada pelo Grupo Turner com produtoras de toda América Latina.

Já a operação com a Dama Filmes contempla o desenvolvimento de quatro projetos para cinema, entre eles o já concluído "Não Pare na Pista – A Melhor História de Paulo Coelho", cinebiografia do escritor lançada em agosto de 2014 e atualmente sendo negociada para lançamento no exterior e vendas de vídeo on demand.

Os demais projetos, em desenvolvimento, são: "Hebe", baseado na vida da apresentadora Hebe Camargo; "Até o Fim do Mundo", que trata com humor da delicada relação mãe e filha; e "O Código da Vida", suspense baseado no best-seller homônimo de Saulo Ramos, um dos principais juristas do Brasil.

Entre os investimentos corporativos previstos no plano de negócios estão: a aquisição de uma ilha de edição; a ampliação da gerência de relações institucionais voltada para captação de recursos; a contratação de produtores executivos de TV e Cinema; e a formação de equipe para produção e comercialização dos produtos da empresa.

Comentários

4 Comentários

  1. Avatar Allan Bispo disse:

    Grande novidade, o dinheiro sempre nas mãos dos mesmos

  2. Avatar Allan Bispo disse:

    Fundei a LD Filmes a 15 anos com inocente idéia de fazer cinema com apoio das leis de incentivo.
    todos os anos entro com um projeto e perguntem se fui aprovadop em algum?
    Gozado são sempre os mesmos beneficiados. Para ser uma exceção voce ter que ter um projeto genial ou ….

  3. Avatar pedro lacerda disse:

    Não sei como podem não democratizar o acesso a esses financiamentos e colocam todos os ovos em poucos cestas.

  4. Avatar matthy disse:

    pensei q "O Preço" seria com a band, não vai ser mais!???

Deixe o seu comentário!

© 1996-2019 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top